Skip to content

O Mestre no Papel de Jogador

09/02/2011

Nas últimas semanas, depois de muito tempo, voltei a ser um jogador de RPG.

Não, eu não tinha largado o RPG. Eu vinha mestrando há pelo menos 1 ano, sem realmente interpretar apenas um personagem. Às vezes é difícil se desapegar da função de mestre. Não ter o controle da trama e parcialmente do destino dos heróis!

As duas aventuras que joguei foram bem divertidas. Interpreto um ladino, ex-garoto de rua e artista de circo que foi escravizado por saqueadores Vikings e agora liberto por atos de bravura.

Pois é, parece que meu personagem se deu bem, mas na última aventura ele só se deu mal.

Algumas coisas que eu notei com essa nova experiência:

– Não interessa o quanto o mestre prepara as aventuras. Os jogadores vão encontrar algo inusitado e inesperado para fazer.

Não que isso seja de qualquer modo ruim. Pelo contrário, é isso que faz o papel do mestre mais divertido!

– Os jogadores não gostam de ter seus personagens só se ferrando!

O papel do mestre é propor desafios e levar os personagens a confrontarem o mundo a sua volta. Porém, levá-los ao limite a cada instante é como se o herói quase morresse a cada episódio de uma série. Desmotiva!
Além disso, pequenas recompensas podem motivar os jogadores a buscar novos desafios. Pequenas façanhas e reconhecimento de seus feitos pelos NPCS são muito bem-vindos.

– Detalhes são importantes, mas só aqueles necessários ao jogador e os jogadores devem tentam

Numa humilde casinha, vivia um NPC disposto a ajudar!

expandir o mundo de jogo!

Num momento ‘fodido e mal-pago’ do meu personagem, ele foi ajudado por um humilde morador que mora com seus dois filhos. Apesar de ter pouco para oferecer, forneceu abrigo e comida a meu personagem. Assim, eu decidi que meu personagem retornará quando tiver muito dinheiro e ajudará essa família. Anotei seus nomes em minha ficha e coloquei uma nota sobre este retorno.

Por exemplo, meu personagem pretende se tornar rico e poderoso, mas está começando a aprender que não é preciso conseguir isso a todo custo. Seu instinto, como ex-garoto de rua e artista de circo é tentar levar vantagem a todo instante e a todo custo, mas está decidido a tentar novas maneiras de enriquecer e de tornar-se poderoso a fim de ajudar aqueles que são humildes como ele foi!

Oportunidades para interpretação e mais opções de gancho de aventura! Fazendo isso você ajuda o mestre a ter idéias para novas aventuras e seu personagem se desenvolve!

Bem, isso é tudo que pude pensar até agora.

Espero que pensem nisso também e analisem todo o potencial de seus personagens.

Keep Rolling!

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Chico "Aramís" Napolitano permalink*
    09/02/2011 22:06

    Me animou a postar um “O Jogador no Papel de Mestre”.

    Semana que vem será minha vez!

    PS: Fico feliz que você tenha se divertido nas 2 últimas aventuras.

  2. Bolo permalink
    10/02/2011 15:02

    E o pior mesmo não foi termos nos dado mal a aventura inteira… foi termos conseguido estragar um plano infalível… igual o Cebolinha! rsrs
    Abraços.

    • 10/02/2011 21:37

      Planos foram feitos para dar errado!

      O importante não é cumprir o plano de cabo a rabo! O que vale é se adaptar ao que dá errado. E é isso que fez a ‘aventura’ interessante. A aventura foi uma sidequest que acabamos criando.

      Quando eu mestro eu adoro quando os jogadores inventam alguma coisa pra fazer que não esteja claramente delineado e que dê oportunidade para interpretação e desenvolvimento dos personagens e da história.

      Como jogador, sinto que a campanha fica mais orgânica e os personagens mais críveis.

  3. Mariana "Aywanne" Boujadi permalink
    11/02/2011 21:11

    Ahhh, a gente nem se deu tão mal assim vai.
    Apesar de algumas coisas estranhas tipo, só terem 3 lutas no torneio lá, e de meu personagem sequer achar um cara disposto à enfrenta-lo…ok
    uhahuahuahuahuahua
    A parte boa é q o Akmenos agora acha q os humanos daquela cidade são todos covardes e que não merecem respeito, que aliás, os únicos humanos dignos alguma forma de seu repeito, são os do barco.
    ^^
    Acho q isso será interessante no futuro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: