Pular para o conteúdo

Power Rangers Hyper Force – Uma Série Original (e Imperdível)!

18/07/2019
by

Go, Go Power Rangers!

Com certeza, esta frase foi lida por você, caro leitor, no ritmo da música. Afinal, estou falando de uma franquia muito longeva, nostálgica para muitos e apreciada até hoje por outros tantos.

Power Rangers trouxe, de modo “formal”, a magia dos brilhantes Tokusatsu ao ocidente.  É, eu sei que já tínhamos diversas séries japonesas antes deles chegarem por aqui (Jiraya – o Incrível Ninja, Jiban – o Policial de Aço, o Fantástico Jaspion, Metalder, Esquadrão Relâmpago Changeman e tantos outros), mas vamos combinar uma coisa: o estilo narrativo permanece conhecido até hoje graças à franquia criada pela Saban Brands (e hoje pertencente à Hasbro, quem diria!)

E se eu te dissesse que há uma série especial de Power Rangers, da qual você pode vir a se tornar fã? Você certamente duvidaria, alegando estar muito velho para esse tipo de coisa, eu presumo.

Mas, dê uma chance para si mesmo e confira a abertura desta série…

Hyper_Force_Rangers.jpg

Dice Rangers!

No ano 3016, um time de cadetes da Academia Força do Tempo se une para derrotar um mal antigo, que se empenha em desvencilhar toda a trama do universo. Sob a liderança de sua mentora, Jen Scotts, os Rangers novatos cruzarão tempo e espaço para completar sua missão, enquanto passa por muitas eras (e rostos) familiares neste caminho.

Esta é a premissa central de Power Rangers – Hyper Force, uma série que não apenas resgata nosso querido hobby como também nos brinda com uma dose cavalar de saudosismo, ao revisitar a série e (de quebra) contar com a presença de diversos atores que compuseram a franquia (entre velhos e novos).

maxresdefault

Os Cinco Rangers da Hyper Force: Marvin, o Hyper Red (Peter Sudarso); Vesper, a Hyper Black (Cristina Vee); Eddie, o Hyper Blue (Andre Meadows); Jack, o Hyper Yellow (Paul Schrier); e Chloe, a Hyper Pink (Meghan Camarena).

A série possui uma temporada, composta por 25 episódios com duração média de duas a duas horas e meia de duração. Os “Rangers” reúnem-se à mesa para interpretar seus papéis na companhia da talentosa Malika Lim (a Narradora desta campanha). O mais legal de tudo é saber que a própria Malika desenvolveu o sistema usado na série, e que o mesmo possuía regras especiais para que a audiência participasse ao vivo (a série foi exibida em streams no canal Twitch.tv). Tudo isso posto de modo simples, e de fácil acompanhamento. Simplesmente sensacional!

Embora o sistema não conte (ainda) com um livro de regras próprio ou com um SRD oficial, é possível conferir um breve resumo das regras neste link aqui. Como a própria autora colocou as regras de modo aberto e incompleto aqui, compartilho com vocês para que façam um bom uso.

Já o enredo aposta na nostalgia para cativar o seu público. Partindo da premissa de Patrulha do Tempo (temporada exibida na Globo em 2004), os cadetes tornam-se Rangers do Tempo e partem numa jornada ao passado, revisitando “temporadas” anteriores (e também posteriores a essa) em busca de indícios de uma ameaça superior. A cada episódio, um novo mundo e novas (ou familiares…?) faces aparecem em seu caminho. A própria instrutora deles (Jen Scotts, a Ranger Rosa da série de TV) faz sua participação no episódio piloto – e se diverte demais ao lado desse grupo… hã… desmiolado de protetores.

Chronos_Hyperforce_Megazord

Até MegaZord essa equipe possui, e o coloca para lutar contra o mal!

Já faz um ano que a série chegou ao fim, mas os episódios estão todos reunidos em um canal próprio, no YouTube. Serei bonzinho com vocês, e deixarei neste link aqui a playlist completa desta temporada. O único porém é que os episódios estão integralmente em inglês… para quem manja do idioma, não será problema algum; agora, quem não manja precisa se esforçar um pouco para entender o jogo.

E aí? Curtiu a ideia? Então não perca tempo – é Hora de Morfar e acompanhar esta jornada fodástica numa das franquias mais respeitadas de entretenimento mundial.

Que Luna os ilumine, e até a próxima!

 

3 Comentários leave one →
  1. 20/07/2019 10:58

    Eita, não entendi nada.
    A série usa um sistema de Rpg?

    • m4lk1e permalink
      22/07/2019 01:24

      Usa um sistema próprio, escrito pela Malika Lim (a Narradora da série). Mas ele ainda não foi publicado formalmente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: