Skip to content

World RPG Fest 2015: “Curitiba City Blues”

17/09/2015

Então, caros leitores… acabei ficando sem postar por algum tempo e, passado todo o furor deste evento ímpar, eis que resolvo escrever-lhes novamente. Vou tentar buscar palavras suficientes para descrever o que vivi neste último final de semana.

Mas, é claro, fica difícil falar do World RPG Fest sem compará-lo ao já longínquo final de Julho de 2012 – a primeira edição do evento em que participei. Posso me lembrar de como foi o sabor das várias descobertas que fiz na época: nova cidade, novos meios de viajar (e pernoitar), novas pessoas, novos jogos… tudo isso foi o princípio do que sou hoje, e de como concebo nosso estimado hobby.

Dois anos se passaram desde então, e hoje me sinto parte de algo maior – produto e produtor de uma comunidade. Mantenho contato constante com pessoas associadas à cultura de jogos narrativos, assim como experimento a criação de meus próprios jogos e de encontros regulares com o público de minha cidade. Mas eu precisava voltar a Curitiba, e desse ano não podia passar.

E posso lhes dizer que o evento foi fenomenal, muito além do que podia esperar dele. Uma experiência muito diferente da que tive na primeira vez, que tentarei descrever a vocês em três Aspectos distintos…

Primeiro – O Evento Per Se

Em uma primeira impressão, admito que fiquei um pouco decepcionado com o corte de atividades (em 2012 e, pelo que sei, nos anos seguintes, o evento era integral), passando a se desenrolar apenas na tarde/noite dos dois dias. Da mesma forma, quando cheguei lá, vi poucos estandes montados em um ginásio, com as mesas em seu centro. Segundo nossa intrépida guia local Melissa, o local do evento ficava em uma vizinhança perigosa da cidade (logo, andar a pé não era a melhor das opções) e, durante o sábado, detectamos problemas nos banheiros – em especial, no feminino.

Mas nada que a organização, sempre solícita e atenta, pudesse resolver. Da mesma forma, os estandes estavam muito bem abastecidos com novidades e belezas incomuns, como os lançamentos da New Order e da Retropunk, os Boardgames da Conclave, os Livros-jogos da Jambô, a apresentação pomposa do sistema Genesys da Grifo Editora e as lojas Manticore e Rocky Raccoon.

WP_20150912_003

Aqui, abro um parênteses para um estande em especial, que abrigou a louvável iniciativa da Nação dos Jogos (e, por tabela, acabou abrigando as mesas em que joguei durante o evento). Mas vou deixar que o Encho – mentor deste projeto – faça o seu balanço sobre o evento.

WP_20150912_008

Tínhamos também outras atividades, como estandes de adereços “geeks”, campo de Airsoft, Concursos de Cosplay e desenhos, Arqueirismo Chinês, Swordplay, Live-Action e Campeonatos diversos – Boardgames, Cardgames e jogos digitais. Isso sem falar da cantina, que poderia merecer um capítulo somente para ela, de tanto capricho que tudo demonstrava…

Segundo – A Comunidade

Mais legal que ver os estandes, e tudo que neles reluzia, era ver o público presente no evento. Muitos eu já conhecia de fóruns e debates em redes sociais, e te digo que foi um prazer conhecê-los pessoalmente. Inclusive, devo reiterar a receptividade característica do público Rolista brasileiro: todos se tratam como companheiros, conversando abertamente sobre projetos e jogando juntos, como se fossem todos velhos amigos. Não existe concorrência entre nós, pois todos acabamos lucrando com o lançamento de cada jogo, cada livro, cada acessório – e isso é simplesmente demais.

WP_20150912_009

Mais interessante que isso: ver a galera jogando em peso. Este ano, não havia mesa vazia em nenhum dos dias do evento (até onde me consta, uma situação bem diferente dos eventos anteriores). Não importa do que fosse: RPGs tradicionais, playtestes, jogos independentes ou Boardgames – praticamente TODOS os visitantes do WRF estavam jogando, e ao mesmo tempo anulando aquelas opiniões derrotistas de que “o RPG está morrendo no Brasil”.

Algo de encher os olhos, devo admitir.

Terceiro – a Vivência

Desde que comecei o meu convívio com os Rolistas do meu Brasil Varonil brazucas, percebi logo de cara que não se trata apenas de jogar, ou de criar jogos com eles; trata-se de criar um convívio singular, dentro e fora do assunto. E isto, para mim, ficou claro nos momentos de contato pleno com a galera fora do evento – as “Butecagens” de sexta e sábado, mais a saideira de domingo à noite.

Para mim, esses são os momentos fodas de todo encontro de jogos – as manifestações de calor humano que rolam entre os amigos, como se nunca nos separássemos. São parte da cultura que nos une – algo que vi não apenas no WRF em 2012, mas também nos LabJogos em que participei.

Reunion

Hum… Peraí: e esse pessoal ilustre reunido, logo após o término do evento? Calma, que vem coisa boa pro futuro! ;)

Então, quando alguém me perguntar como é participar de um World RPG Fest, eu vou dizer que é algo surreal e indescritível – uma verdadeira festa dos Rolistas brasileiros. E que você, caro leitor, não deveria deixar de participar!

Se, mesmo assim, vocês não se convencerem do que digo, este vídeo feito pelo pessoal do blog RPG Notícias vai traduzir muito bem o que rolou em Curitiba.

Peraí… Você Não Está Esquecendo de Nada?

Você deve estar se referindo à polêmica referente ao grupo Roleplayers. Em funçãode tudo que já foi discutido sobre o assunto, não irei escrever nada – senão expôr aqui mais um momento da solicitude da organização, que atendeu prontamente às reclamações coletivas referentes ao ocorrido.

Nota do Raul

Que Luna os ilumine, e até a próxima!

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. gerbur12 permalink
    23/09/2015 21:21

    Que legal, mestre Jairo!

    Poxa, saudades dessa época. Gostei muito de ir nos World Fest e também nos Labjogos, são eventos incríveis mesmo, difícil descrevê-los.

    Saudades da galera toda. Os nerds são fodas!!! rs

    Um grande abraço a todos!

Trackbacks

  1. World RPG Fest 2015 – por Chico Lobo Leal |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: