Skip to content

Personagens e Segredos

04/06/2015

Dentre as diversas características que admiro no RPG, ressalto a possibilidade de vivenciarmos as emoções e experiências de outras pessoas – nossos personagens.

Expandindo o que já foi abordado em outro post aqui no blog, sobre o processo de criação dos personagens, gostaria de retratar hoje um aspecto interessante que pode ser adicionado na receita de criação dos nossos heróis, seja na elaboração inicial ou no desenvolvimento dele durante o jogo.

Segredos

top-secret

Algum tempo atrás, quando eu ainda vivia mais próximo ao pólo norte do que do trópico de capricórnio, assisti um filme muito interessante, baseado em um livro – A Vida Secreta das Abelhas. Neste filme, a personagem principal possuía um fato marcante na sua vida: Enquanto ela ainda era pouco mais do que um bebê, ao brincar com a arma de seu pai na sala, ela teve a infelicidade de tirar a vida de sua mãe por acidente.

Em outras palavras, a protagonista havia matado (acidentalmente) sua própria mãe.

Agora, o que quero ressaltar aqui, é a consequência desse acontecimento na vida da personagem (Lilly). Além de tê-la deixado sem o apoio materno durante seu crescimento, Lilly aguentava o olhar do seu pai, que nunca esqueceu quem o privara de sua esposa.

Vislumbem por um momento os impactos psicológicos e sociais que um acontecimento desse calibre teria na vida de alguém. Imaginem a CULPA que Lilly carregou por toda sua vida, e a dificuldade dela de lidar com essa sombra, esse segredo, que sempre a acompanhará.

De forma menos dramática, mas nem por isso menos interessante, no livro Going Postal, de Terry Pratchett (infelizmente sem tradução no Brasil), o personagem Moist [CONTÉM SPOILER] descobre que a mulher por quem ele é apaixonado teve sua família arruinada por sua culpa, nos tempos em que ele era um falsário. Suas ações de vigarista indiretamente levaram o clã de sua pretendente à prematura falência.

Como lidar com essa informação? Como o remorso e a culpa podem moldar o histórico, a personalidade e as ações do seu personagem?

Outros exemplos: em um cenário em que os personagens estão situados num ambiente de guerra sangrenta, qual seria a atitude de um personagem que guarda consigo o segredo de ser a causa da guerra? E, talvez mais interessante ainda, qual seria a atitude dos outros personagens ao descobrirem que o sacrifício de seu amigo poderia parar uma guerra?

Como o mundo agiria em relação à um personagem que possui uma informação que outros desejam?

Imaginemos uma campanha de fantasia medieval por exemplo, onde um grupo de heróis recebem de um mentor a quem eles devem favores a incumbência de descubrir o paradeiro de uma relíquia roubada há décadas. O que aconteceria no jogo se um dos personagens descobrisse que essa relíquia por acaso foi roubada por um dos seus ancestrais, proporcionando a ascenção da sua família  à nobreza do reino? O personagem passaria a informação da localização da relíquia à seus companheiros ou faria de tudo para levá-los ao rastro errado? Quais seriam seus sentimentos em relação à sua família a partir de então?

Concluindo, os segredos são um prato cheio de oportunidades para enriquecer o background de um personagem e, consequentemente, da história desenvolvida pelo Narrador. Seja carregando consigo um segredo terrível desde o começo da campanha, ou descobrindo segredos durante o jogo, fica aqui a dica de uma maneira de expandir as possibilidades no seu RPG.

Roll the bones,

Chico Lobo Leal

SQ9LnONv

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: