Skip to content

Caravana do Mago Manco no Laboratório de Jogos 2013 – Um fim de semana massa demais! pt.1

30/04/2013

Nesse último fim de semana rolou o primeiro evento de criação de jogos em Belo Horizonte – o Laboratório de Jogos.

RPGistas, curiosos, desocupados e nerds em geral foram até a capital mundial dos botecos para discutir sobre game design.

E onde melhor do que discutir isso se não… em um boteco?

labjogos

É isso mesmo!
Nos reunimos em um bar desativado e bebemos, rimos, jogamos, discutimos e nos divertirmos falando sobre o RPG, a vida, o universo e tudo o mais. E putz, foi foda! Ou na linguagem belorizontina: massa demais vééééi!

Rolou muita coisa no evento, e, claro, eu só posso relatar o que vivi. Mas mais do que relatar uma experiência pessoal, estou tendo a audácia de, mais uma vez, relatar a experiência da Caravana do Mago Manco.

E vamos à ela:

Quando o impossível acontece

Eu não ia pra BH. Meus queridos belorizontinos divulgaram o jogo enquanto eu ainda estava do outro lado do oceano, e eu sabia que não teria grana pra ir pra Minas. O mesmo acontecia com o Jairo, que já de início, assim como eu, manifestou a vontade de ir, mas sabia que a realidade econômica impediria a viagem.

E então, no meu 2º dia no Brasil sou chamado a uma entrevista de emprego e consigo a vaga, e NA ÚLTIMA SEMANA antes do evento o Jairo consegue um “paitrocínio”, principalmente relacionado a sua participação numa entrevista sobre o Sombras do Brasil.

E, de uma hora pra outra, o horizonte triste e escuro mudou. Desculpem a piada, mas o horizonte virou belo, pois descobrimos que íamos pro evento!

Belo Horizonte

Sexta-feira, 11 da noite, hostel do Sorriso do Lagarto, aí estávamos nós!

Depois de quase um ano, eu, Jairo, Gonça e sua namorada (!!!!), e o Jão estávamos juntos novamente. E lamento dizer pra quem se orgulha do seu grupo de jogo, porque nós somos fodas. Passamos 1 ano sem se ver, e quando nos encontramos, agimos como se nos víssemos todo fim de semana.

Botamos o papo em dia saboreando os sandubas reptilianos do lugar (mas ninguém ousou enfrentar o temível Dragão de Komodo), e depois de um tempo fomos pro bar do evento ajudar com a preparação.

Chegando lá já sentimos a atmosfera underground do lugar – pouca luz, pintura escura, mobília antiga e bêbados… E opa, achamos mais alguns amigos! Finalmente reencontrei o autor de Violentina! Que saudades que eu tava desse maluco.

Matamos um tempo lá assistindo o Du e o Rocha bêbados lutando contra a televisão e seu suporte -hilário – e depois vazamos do lugar. Já era 2 da matina, e a gente precisava dormir razoavelmente cedo pra poder chegar no evento não muito destruídos.

E, sendo isso o que precisávamos, obviamente fizemos exatamente o oposto.

Depois de deixar o Gonça e a Gi no hostel, fomos até o apartamento do Jão (que tem um dispositivo pra abrir o portão da garagem mega foda! haha) e eu tive a brilhante idéia de mostrar a nova ficha do Quintessência pro Jairo e pro (ex)Mago Manco.

Brainstorm até às 4 e meia da manhã.

De novo.

Depois de ter o cérebro novamente fritado com as opiniões de meus experientes amigos, deitei na beliche com a cabeça a mil. Seria difícil dormir com o cérebro mais ativo que nunca, mas não foi nem isso que me impediu de dormir…

Aparentemente o Arrio do Silva abriga as espécies de ursos brasileiros, pois meu amigo Jairo mostrou seu potencial sonoro através de seus rugidos, urros, ou, se preferir – roncos. Às 5 da manhã peguei meu travesseiro e fui pra sala. Como o Jão diria no dia seguinte, eu sempre tive uma ligação especial com as salas.

O sol estava quase raiando e eu ia dormir.
Muitas coisas nos aguardavam!

Continua…

Anúncios
6 Comentários leave one →
  1. m4lk1e permalink
    30/04/2013 21:01

    OBJECTION!!!

    Quem roncou foi o Alligator preso em meu estômago, e não eu!
    (Se bem que poderia negociar com ele para fazer esse ruído enquanto acordado – assim, seria um eficiente vocalista de Death Metal…)

    E, sim… Quem mandou compartilhar algo RPGístico com a gente?

  2. gerbur12 permalink
    01/05/2013 10:15

    Nossa, eu não encarei o Dragão de Komodo, mas encarei um Dinossauro! Meldels, foi uma luta ferrenha, rs.

    O bar também é sensacional. Você o definiu bem Chicão: “underground”. Aquele bar é o cenário perfeito para uma sessão de Violentina ou Massa Crítica, cara. É como entrar em um outro mundo, segundo a Gi, quando ela entrou lá viu um letreiro em neon piscando: “Welcome to the Geek’s Wolrd” huahuahuahua.

    Coitada da Gi, por aquela porta e agora não consegue mais sair, hauhauhua. Graças as feras que cada um de nós somos. Puta grupo massa véi!!!

  3. 01/05/2013 11:19

    Cara, esse foi o post mais engraçado que já li por aqui!

  4. m4lk1e permalink
    01/05/2013 13:23

    Cortesia do Chico “Troll Leal”, Jão! :D

Trackbacks

  1. Caravana do Mago Manco no Laboratório de Jogos 2013 – Um fim de semana massa demais! pt.2 |
  2. Chamado às Armas: Vem Aí o Laboratório de Jogos #02! |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: