Skip to content

Terras Frias – Uma Campanha Para Lobisomem (Cena 2)

03/09/2012

Este texto é a continuação da história que começou aqui

Ás margens da cidade, Melissa e Serket separam-se de Ronnie e sua Matilha, levando consigo suas armas e a cautela de um aviso:

– Tomem bastante cuidado na Colina, meus amigos. O isolamento provavelmente enlouqueceu Olhos-do-Grifo, como acontece com todos de nós nesta condição…

Vestindo as peles de lobo, seguiram velozmente até a Colina dos Mortos, um lugar de respeito para todos os Garou residentes em Pine Ridge. Suas patas cobriam grande distância por entre as matas, para evitar atenção desnecessária, e a luz cinzenta do deus-sol Hélios guiou-os até a encosta.

Serket sentiu a familiaridade logo que chegou, e sua memória se revelou em parte: se viu correndo na mata, descendo aquele caminho íngreme como se sua vida dependesse disso. Ao ouvir um uivo decadente netros atrás, virou-se para encarar o vulto negro que o perseguia. Decifrou nele apenas uma mancha cinzenta em um dos olhos, fechado para conter o sangramento.

Do uivo, lembrou-se apenasda mensagem: “À Gaia, o que é de Gaia”.

Voltando à realidade pelos apelos da Wendigo, o lobo negro a acompanhou por uma pequena trilha, que parecia oprimi-los à medida que se aproximavam do topo. Vinhas e arbustos limitavam a caminhada, até que raízes – semelhantes a mãos esqueléticas – enroscaram nas patas de cada um.

melissa copnseguiu se desvencilhar com facilidade, mas percebeu que Serket não estava mais ao seu lado…

Image

O lobo negro deixou-se tragar pelo mundo espiritual, conhecido como a Umbra, e o aroma ímpar da morte lhe mostrou a natureza real daquele lugar: pequenas pedras polidas serviam de lápide para os guerreiros do passado, e a marcha dos falecidos seguia rumo ao topo da colina. Lobos e homens a compunham, a morte visível em suas chagas e lamentos:

– Estamos presos, estamos presos aqui… Andando rumo à dor, sem a paz que tanto desejamos…

Seguiu a procissão, esta indiferente à sua presença, até o topo da Colina. Esta fora cortado por um grade fosso escuro, o destino dos mortos. Sua simples visão lembrou Serket de seu pesadelo – a escuridão plena a lhe encarar, repleta de olhos ferais e belicosos.

Do outro lado do fosso, um rochedo solitário ostentava um sinistro troféu: um salgueiro antigo e decrépito, e um homem desacordado preso a ela. Correntes de prata o prendiam aos galhos da árvore, e o rubor dos vivos paracia abandoná-lo aos poucos.

Com a força ensinada pelas lebres em seu treinamento, o lobo negro superou o abismo com um grandioso salto, alcançando com segurança o rochedo. Procurou recobrar a consciência do prisioneiro, que mal tinha forças para falar.

– Dê-me o seu nome, cativo.

O sujeito lutava contra a dor para conseguir desabafar.

– Sou o líder dos Uktena, Perfura-o-Véu-da-Escuridão…

Image

Mal teve tempo para se recobrar do susto, Melissa se viu cercada por uma notável alcatéia, composta por uma dúzia de lobos negros como a noite. Não ofereceu resistência, e aceitou ser levada até o topo da Colina – sob comentários escarnecedores e apreensão aparente.

Ao topo da Colina, a floresta deu lugar a uma clareira rochosa. Em seu alto, escarpas agudas se principiavam rumo aos céus – formando uma gruta confortável para o líder da Alcatéia. Sua pelagem negra o assemelharia aos demais, não fosse pelas várias cicatrizes em seu corpo e o tufo de pêlos avermelhado que cercava seu olho direito (fechado pelo crivo de garras).

– Apresente-se, intrusa! – Rosnou, furiosamente. – Dê-me uma boa razão para não matá-la por tal descortesia!

Os lupinos mantiveram Melissa no centro de seu círculo, desprotegida.

– Como filha do Grande Wendigo, estou à busca do sábio Olhos-do-Grifo. – Nem por um instante, o lobo branco deixou-se abalar pela desvantagem. – Mas sairei daqui somente quando meu companheiro for liberto de sua armadilha…

A postura dele mudou ligeiramente.

– Procurem-no pela colina! – Seu rosnado dissipou a alcatéia, que voltou prontamente à floresta. – Quanto a você… por aqui.

Agradecida por tamanha formalidade, Melissa acatou ao pedido e caminhou até a gruta. Sequer teve tempo para evitar o ataque traiçoeiro de seu anfitrião que, ao vestir a pele dos lobos guerreiros, arrancou sangue do seu flanco esquerdo.

Image

– Poupe o seu esforço, caro líder… – Confortou Serket. – Irei tirá-lo daqui…

Mesmo a fraqueza não pôde abater a angústia daquele pobre espírito.

– Não… Já estou condenado, e não aguentaria mais esta dor. Apenas… dê a Gaia o que pertence a Gaia.

A mente do lobo negro se abriu novamente, revelando-lhe um sonho antigo: pelas asas da Coruja, viu as belas terras de Pine Ridge brilharem no céu Umbral. E, por suas palavras, recebeu um nobre propósito:

“Estas terras jápertenceram à Gaia, e a Gaia devem pertencer outra vez. Este será o seu destino, caro filho: garantir que a escuridão perca seus domínios aqui…”

A realidade vem à tona com as últimas palavras do antigo Alfa:

– Não… deixe meu povo morrer… no Campo de Batalha…

A morte veio antes da ruína do Rochedo, e Serket viu o Uktena ser engolido pelo fosso, pouco antes de atravessar a película entre os mundos, rumo ao mundo físico.

Lá, reencontrou Melissa, sendo arrastada pelo chão por um grande lobo guerreiro – a fúria em seu olho reavivando suas memórias…

Uma nova peça se revelou no enigma de sua mente: a Coruja levou um velho amigo consigo. Pluma-da-Justiça fora um leal companheiro, que o inseriu na Tribo dos Peregrinos Silenciosos e o ensinou a ser um verdadeiro Garou.

Agora estava morto, por aquele que o encarava neste momento…

Image

– Você de novo1 – Rosnou Olhos-do-grifo, à beira de um frenesi. – O farei pagar pelo meu olho e o devorarei com ódio, como fiz com seu amigo.

Avançou ferozmente para o combate, babando de raiva. Serket se concentrou para invocar, o quanto antes, a pele do Crinos – o furioso lobo guerreiro, lendário e temido pelos homens. Desembainhou sua D’siah, a sagrada lâmina da lua crescente, bem a tempo de evitar um ataque. Melissa fez o mesmo, confiando apenas em seu instinto e suas garras para garantir a vitória.

– Ora, ora. – Rosnou o Garou, sarcástico. – Esperava que, ao menos, os filhotes de hoje mantivessem a honra em um combate…

– Pois cale-se, maldito! – Melissa já não respondia mais por si; apenas ao seu ódio. – Quem és tu para falar de “honra”, quando atacas um irmão teu pelas costas?

Palavras não cabiam mais à cena, pois um difícil combate estava começando. Olhos-do-Grifo era um oponente formidável, forte e enlouquecido o bastante para ferir ambos de uma só vez. As próprias feridas pouco faziam diferença, ante a sua fúria.

Sua ruína veio somente com a fúria da jovem Wendigo. Após perder a perna direita em um ataque preciso, atiçou as chamas de seu coração, e a fúria concedeu novo ânimo para suas garras, que o transformaram, numa fração de segundos, em uma polpa sangrenta de ossos e pêlos.

Com a morte de Olhos-do-Grifo, uma aura negra emergiu do cadáver – uma cruel alegoria dos homens, deformada e sarcástica. Jurando vingança, conseguiu escapar para a Umbra com facilidade.

Melissa e Serket precisavam voltar à civilização. Para se redimirpor seu mestre, os lobos conduziram-nos até às margens da estrada, onde o socorro viria mais fácil…

Image

Melissa acordou no leito de um hospital, já recuperada de seus ferimentos, e a perna mutilada não mais sangrava. Ao seu lado, Ronnie e Serket aguardavam pelo seu despertar.

– Foi uma batalha e tanto. – Comentou o Alfa, sorridente por vê-la bem. – Agora, contem-me o que descobriram.

Serket descreve o que viu na Umbra, e as últimas palavras de Perfura-o-Véu-da-Escuridão alarmaram o Filho de Gaia. Os relatos de Melissa sobre a loucura de Olhos-do-grifo, e sua eventual derrota, apenas confirmaram o seu temor.

– Era tudo que temíamos… – O desabafo de Ronnie deu início à sua reação: providenciou roupas para os dois guerreiros de uma mochila que trouxe consigo, e os conduziu para fora do Hospital pela porta dos fundos, sem que ninguém os percebesse. Serket teve problemas para se habituar à postura humana, mas a necessidade o levou ao refinamento.

Um táxi os levou até o covil dos Dentes Vingativos, onde a única mulher da Matilha estava estudando alguns mapas e livros de história, além de um diário pequeno e amarfanhado.

– Nossas suspeitas se confirmaram, Allana! – Disse, tão logo a viu. -Os Wendigo estão levando os Uktena ao Campo de Batalha.

A jovem ergueu o olhar pesado para Melissa e Serket, para ouvir os acontecimentos na Colina e confirmar as palavras de Ronnie.

– O Campo de Batalha é um dos vários reinos Umbrais, provavelmente um dos mais perigosos. E nem sabemos como chegar a ele, ou o que devemos fazer para evitar esse mal… O que faremos, Ronnie?

Perante o olhar de todos, o Alfa respondeu:

– Vamos agrupar a Matilha esta noite, e então decidiremos o que fazer. Desta vez, juntos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: