Skip to content

Grid de batalha customizável para download

20/01/2012

Curtiu? Baixa e comenta no post! :)

Várias vezes já desejei ter um grid de batalha que fosse facilmente manipulável para deixar os combates mais dinâmicos. Não que eu não goste de mapas e tiles (e eu gosto muito), mas as vezes um papel branco quadriculado é o ideal pra desenhar fossos, rios de lava, poços profundos, árvores caídas e o que mais for legal para enriquecer um encontro.

Bom, eu não sou a pessoa mais habilidosa com programas de edição de imagens, mas eu baixei a versão trial do Corel e me arrisquei a montar um quadriculado no formato das miniaturas de D&D. Como capricho ainda coloquei o logo do Dungeons and Dragons no topo do arquivo, o que o deixou com um aspecto bem legal!

Enfim, você pode dar o download dele aqui. O formato do arquivo é .cdr (corel draw). Basta você gravar o arquivo num pendrive e mandar imprimir em papel A3 numa gráfica. Peça pra plastificar e depois compre algumas daquelas canetas coloridas de se escrever em quadro branco e pronto, você já tem um grid sem restrições de uso!

Gastei R$12,00 na gráfica. As canetas já não lembro quanto foram, pois comprei faz tempo, mas imagino que não passem de 3 reais…

Bons jogos!

Anúncios
7 Comentários leave one →
  1. Leandro permalink
    20/01/2012 19:41

    Quando jogávamos D&D, eu e meu grupo usávamos um grid parecido! A única diferença é que o nosso tinha duas folhas A3 unidas por uma espiral, ao invés de uma folha só! Com isso tínhamos o dobro de área – o que era importante pra nós, já que alguns personagens lançavam magias com área de afetação muito grande.

    Depois compramos um flip-mat da Paizo (http://paizo.com/products/btpy8otq?GameMastery-FlipMat-Theater), que se mostrou um produto muito bom. Ele tem 720 casas, o que é suficiente pra quem precisa de tabuleiros grandes (pra se ter uma idéia, o nosso tabuleiro com duas folhas A3 tinha 352 casas, o que é menos da metade); é dupla-face (embora apenas um dos lados seja customizável, já que no outro geralmente há uma dungeon, um templo, um cenário natural, etc); e, o que é melhor de tudo: quando dobrado, fica menor do que uma folha A4, e acabava sendo muito mais prático de carregar do que o grid feito em casa!

    O grande defeito dele é o seguinte: não é aconselhável deixar os rabiscos feitos com a caneta de quadro branco nele por muito tempo, porque acaba ficando um pouco difícil de tirá-los depois. Se, por exemplo, o grupo tiver de interromper a sessão no meio de uma batalha – típica situação em que os rabiscos ficariam no tabuleiro até o próximo encontro – vai ficar difícil apagar os traços, sendo necessário até usar pano úmido com álcool ou removedor, o que pode danificá-lo.

    De toda forma, o grid caseiro é uma excelente opção, principalmente por ser bem mais barato (salvo engano, acho que paguei uns 35 reais nesse da Paizo em 2010, na livraria Moonshadows)! Usamos o nosso sem dó por muito tempo, e ele sempre aguentou o tranco. E se não tivesse aguentado, era só ir na gráfica e fazer outro baratinho baratinho!

  2. Chico Napolitano permalink*
    20/01/2012 21:15

    Caramba, vocês faziam combates dignos de guerras em suas aventuras! Deve ser uma experiência bem diferente ter um mapa tão grande.
    O meu grid eu imprimi dos dois lados também, mas o tamanho A3 sempre foi suficiente pra mim.
    Você fez um comentário interessante sobre como tirar as marcas. Eu sempre uso álcool, já reparei que se usar somente um pano úmido, depois de um tempo o plástico fica marcado.
    Valeu pelo comentário Leandro, até mais!

  3. 04/05/2012 22:25

    Que legal. Para manter a proporcionalidade do tamanho do grid tenho que imprimir em A3 é?

  4. Chico Napolitano permalink*
    04/05/2012 22:54

    Sim Lucas, acho que imprimir em qualquer outro formato vai dar alguma distorção no produto final.

    Mas, caso você faça questão, com a versão trial do Corel Draw (ou qualquer outra) dá pra alterar isso.

  5. 04/08/2014 18:32

    Estou pensando em fazer um com acrílico ou banner, mas não sei se o pincel funciona nesses dois. O plástico que vcs utilizaram foi esse comum que gráfica usa para emplastificar?

  6. 04/08/2014 22:15

    Fala Gustavo!
    Sim, o plástico que usamos foi o mais comum, chato e sem-graça possível. E o resultado dele é ótimo, tenho o grid há anos e ele nunca nos deixou na mão :)

  7. Leandro permalink
    05/08/2014 08:15

    Plástico de encadernação de gráfica mesmo! Barato, bom e eficiente! Banner ou acrílico podem até ficar mais bonitos, mas acho que você vai pagar bem mais pela mesma funcionalidade! A única vantagem do banner é que você poderia enrolar o tabuleiro, ganhando espaço no transporte. Mas acho que o banner iria manchar todo com o pincel atômico, a não ser que vc colasse uma camada de contact por cima. Simplifique sua vida: faça na gráfica mesmo! ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: