Skip to content

Interpretação de Personagem – Relembrar é viver, interpretar é RPG

10/10/2010

A criação de personagem já foi abordada no outro post, então falarei neste sobre a parte mais divertida no jogo de interpretação… o ato de interpretar!

A primeira coisa que quero ressaltar é a importância de uma interpretação coerente com o seu personagem. Se na sua ficha está escrito que você é um guerreiro leal e corajoso, aja como tal: defenda seus amigos, desafie os monstros,e, principalmente, não fuja de uma batalha sem ter um ótimo motivo para isso!

 

Seu guerreiro fujão pode ter outra aparência na cabeça dos outros jogadores...

 

Pensando no meu querido amigo Tito, gostaria de ressaltar o DEFENDA SEUS AMIGOS. Isso NÃO inclui, em nenhuma hipótese, ficar atrás deles com medo de ter seu guerreiro morto!!!

Ok, já passou. VOltando…

A coerência na interpretação é de vital importância pra estabelecer como seu personagem é não só pra você que está interpretando, mas também pras outras pessoas da mesa.

Obviamente, nem todo mundo é ator nesse mundo, então, se por algum motivo você encontra alguma complicação em interpretar um personagem que você criou, recomendo algo que eu sempre faço e normalmente dá certo:

Encare a dificuldade como um desafio e se esforce. Procure exemplos de personagens reais ou fictícios que tenham as características do que você criou e se espelhe neles. Faça uma mistura de atitudes, jeitos e trejeitos e interprete sem medo de ser caricato ou bonachão.

Tá com dificuldades de interpretar um personagem muito inteligente e culto?

 

Bazinga!

 

Leia Artemis Fowl ou o clássico Sherlock Holmes. Não gosta de ler? Fresco! Digo, assista House, Simpsons (repara na Lisa), Star Trek (Spock) ou The Big Bang Theory que você terá um prato cheio pra se inspirar!

Poderia dar mais exemplos de fontes de inspiração pra diversos atributos (malandro, corajoso, sábio…), mas como a gente gravou um podcast sobre isso, prefiro linkalo no final desse post quando o Shiro o tiver editado.

Se depois que você buscou inspirações para seus personagens, ao interpretar você não se divertir,pode ser que você tenha criado um personagem que, apesar de teoricamente ser interessante, na prática não te agrada.

Se você tem tendências caóticas, é muito difícil interpretar um personagem leal por exemplo. E, se o desafio não te agrada, não abuse.

Todo mundo espera que um paladino bondoso proteja as velhinhas e crianças. Se você prefere roubar as velhinhas e gritar com as crianças, escolha outro tipo de personagem. Você não vai conseguir impedir as pessoas de cobrarem outra atitude de você (com razão).

Só pra finalizar, queria abordar um ponto que nunca vi ninguém discutir sobre interpretação. A maioria das pessoas entende o ato de interpretar um personagem como falar com um jeito caricato com seu bardo ou estudar toda a história do cenário para interpretar um mago.

Gostaria de ressaltar aqui algo pouco abordado: Os hábitos.

Eles são muito importantes, assim como suas as ações. Afinal, se você não se sente a vontade falando com algum sotaque inventado, não abuse da sua paciência (e da dos seus companheiros)! Reflita a personalidade do seu personagem de outra maneira.

Meu amigo uma vez interpretou um ladino que fazia um ritual para todo inimigo que ele matava. Esse personagem colocava 2 moedas de cobre sobre os olhos do corpo como sinal de respeito.  Só essa atitude simples já mostrava muito sobre o caráter do personagem.
Você até pode argumentar que uma moeda de ouro talvez ficasse mais style, mas ele ainda era um ladino, lembrem-se disso!

Bom, creio que nesses 3 posts deu pra passar o que eu queria sobre interpretação. Talvez eu retome a discussão no futuro. Talvez não. Comentários elogiando ou criticando de alguma forma construtiva serão um bom incentivo :D

Martelando pela última vez:

Valorizar a interpretação do seu personagem enriquece o jogo de várias formas. Será um motivo a mais para o Narrador caprichar na interpretação nos seus próprios personagens, e um incentivo para seus amigos também interpretarem!

Ou seja…

Deixa a vergonha ou preguiça de lado, ponha-se na pele do personagem da tua ficha e não tenha medo de ser feliz!

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Guilherme Guedes permalink
    15/10/2010 23:36

    Nada mais justos do que um post sobre o comportamento caótico\louco criado por mim mesmo eu mereço um post aqui tbm de heroismo e planos bem preparados heim pessoal hauhauhauuahua

  2. Chico "Aramís" Napolitano permalink*
    16/10/2010 00:23

    Relaxa Guedes.
    Quando escrevermos um post sobre trabalho em equipe ou sorte no RPG, seu nome com certeza será mencionado!

Trackbacks

  1. A importância da interpretação no RPG «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: