Skip to content

E onde estão as mulheres nessa história toda?

06/09/2010

Vamos lá, por que as mulheres ainda são minoria no RPG?

Tá, isso sempre foi algo meio difícil para que eu pudesse compreender, afinal nasci nesse mundo, desde que me lembro já ouvia falar disso, já passava os fins-de-semana jogando o saudoso Hero Quest com meu irmão mais velho e meus primos. Mas apesar disso sempre foi uma questão intrigante.

Para mostrar um pouquinho essa diferença de números posso usar como exemplo o Orkut que  tem na comunidade “Mulheres e RPG” mais de 5.200 membros…nem todos são mulheres, mas a maioria é, ok, ao passo que a comunidade “RPG-Brasil” tem 44.500 membros onde a maioria esmagadora é composta por homens…  dá então para ter uma base da quantidade de mulheres nesse universo nerd (uma média de 1/9, talvez mais), certo?

O interessante, é que me parece um jogo perfeito para mulheres, afinal, passamos a infancia inteira brincando de Barbie e de faz-de-conta, onde a imaginação, criatividade e a interpretação de papeis são fundamentais. Então, por que o desinteresse?

Vamos então analisar os possíveis motivos:

·         A vida nerd é algo masculino->conversando com uma amiga não-jogadora ela disse que entre os principais motivos para nunca aceitar meus convites é o fato de que todos os meus amigos são nerds, e ela não. Acredito sim ser este um fator significativo, muitas garotas não se enquadram no esteriótipo de nerd (lembrando que  maioria delas sequer sabe o que é RPG).

·         O cenário de jogo->  muitas garotas não se adaptam a um cenário onde a luta é fator essencial, e se seus amigos só jogam esse estilo, não há interesse em continuar jogando.

·         Pressão externa- >acho que grande parcela das mulheres que de uma forma geral se enquadraria no perfil nerd (o que disse anterioriormente  já não ser algo comum), sofrem algum tipo de pressão externa, por parte das amigas não-jogadoras que fazem com que ela se sinta mal em faze-lo, dizem ser algo de criança, onde garotos bobos passam a tarde jogando dados, algo visto como o fim da vida social.

·         Timidez- >para mim, esse é o fator principal, a maior parte das garotas se sentem intimidadas em fazer parte de uma mesa composta praticamente (ou muitas vezes inteiramente) por homens.

O que fazer para tentar atenuar esse quadro?

Vocês homens, poderiam tentar convencer suas namoradas e amigas a participar de uma sessão, mas atenção, façam com que a sessão role de uma forma agradavél para ela, se ela não gostar, não irá voltar, de preferência apresente o rpg em um cenário que prime a interpretação e não as lutas.

Você mulher, deixe o preconceito, e por mais dificil que seja, a vergonha de lado também.Faça um teste, você irá perceber que além de ser um passa-tempo divertido, que os nerds não são tão idiotas como parecem, e que você poderá fazer ótimos amigos.

Anúncios
11 Comentários leave one →
  1. 08/09/2010 18:45

    Muito bom o post!
    Concordo que apesar de ser considerado um “universo masculino”, a quantidade de mulheres vem crescendo consideravelmente no últimos anos. Um dos grandes motivadores foi o surgimento do Vampiro: A Máscara, um jogo de horror pessoal com ênfase na interpretação e não nas regras ou combate.
    Mulheres jogando RPG não deveriam ser consideradas a algo assim tão “alienígena”, pois algumas até “jogam melhor” do que os marmanjos, isto é, interpretam e entendem as regras muito bem!

  2. Chico "Aramís" Napolitano permalink*
    14/09/2010 10:52

    Acho que qualquer pessoa, independente do sexo pode interpretar e entender as regras muito bem.

    Mas concordo com todos os motivos apontados pela Mariana, eles atrapalham bastante para uma garota se interessar por RPG.

    Só pra citar, vou lembrar de uma amiga da Mariana que foi jogar com a gente RPG pela primeira vez. A menina é evangélica puritana e super tímida.

    Decidimos não jogar D&D, por julgarmos um pouco mais complicado para iniciante.
    Sendo assim, decidimos por…

    Classroom Deathmatch!

    UHAUHAUHAUHAUHAHUAUHAA

    A menina nunca mais voltou a jogar com a gente, por motivos misteriosos.
    (Mas continua amiga da Mariana, mostrando que o senso de amizade de alguns evangélicos é muito forte).

  3. Guilherme "Sir Ligra"Seligra Lopes permalink
    15/11/2010 02:10

    bom, não sei se deveria comentar de mesas q conheço compostas somente por amazonas, e quando digo isso eh porque não aceitam homens, existe sim muitas mulheres não nerds jogando rpg, mas acontece q oconceito nerd mudou, e isso tbm por ajuda dos filmes e afins, mas o problema principal eh a pressão, sim um grupo soh de homens nerds eh a mesma coisa q uma construção civil, ou seja, a mulher vai se sentir pressionada, e ja tive jogadoras nas minahs mesas como mestre e como jogador q não eram nerds e eram iniciantes, muitas apresentadas pelos seus respectivos namorados, e sim, a maioria não gostava da hora da quebrança de pau, mas o fato eh, que homem vai querer jogar my little poney? enfim, exitem mulheres como a Joana D’arc, mas vc tbm não vai querer jogar com uma mulher assim, e isso q eh o q eu estou querendo dizer, o mundo do rpg ainda eh muito machista, os rpgistas homens algumas mulheres ainda pensam de uma forma q excluem as outras pessoas não-nerds ou seja lá como queiram chama-los, o importante eh isso, abram espaço para que as outras pessoas critiquem, criticas fazem os elucidados evoluirem.. pensem nisso…

  4. Chico "Aramís" Napolitano permalink*
    16/11/2010 13:59

    um grupo soh de homens nerds eh a mesma coisa q uma construção civil

    AUHauhauhauhauhauhauh

    Foda!

    Grupo restrito só de mulheres??
    Caraca, isso é novidade pra mim!

    Tem como você passar o contato da narradora pra fazermos uma entrevista e colocar aqui no blog? Podemos inaugurar uma seção “raridades” por aqui.

  5. Gleicy... Gleicy :( permalink
    21/11/2010 23:25

    Aqui vai minha contribuição para vocês tentarem desvendar esse “enigma”, afinal, eu sou uma MENININHA,NÃO NERD, e que NÃO JOGA RPG :)
    Bom,particularmente, há 2 grandes fatores que me “impedem” de jogar:
    1). Não predispor de conhecimento necessário para agir como determinado personagem (Exemplo: Possuir alguma arma/magia e não saber manuseá-la)- Logo, ficamos sem ação.
    2). Independente de sexo, normalmente os convites partes de grupos já formados, com participantes experientes, que tiveram seu primeiro contato com RPG há muito tempo, e “cultivaram” isso, vivem isso…Dessa forma, mesmo que aconteça a inserção em algum grupo, nós iniciantes sempre estaremos a mil anos luz atrás dos demais jogadores.
    Em resumo, acredito que quanto mais tarde é o contato com o jogo, torna mais improvavel que alguem adentre a esse mundo por pura vontade, quer dizer, se você joga a primeira vez e se sente um peixe na frigideira, você não vai insistir, exceto se tiver algo te motivando.
    Poxa… é mais complicado explicar o que eu estou pensando do que eu imaginava…(Uff, desisto, rs)E no fim, isso nem ajuda a explicar a falta de MENINAS no jogo, neh??!

  6. Chico "Aramís" Napolitano permalink*
    04/12/2010 02:21

    Na verdade pode explicar não só a falta de meninas como a falta de iniciantes. Obrigado Gleicy, o que você disse é bem relevante.

    O Flávio falou um pouco disso no post dele quando começou a jogar RPG. Esse lance dos grupos fechados é realmente um problema nesse aspecto.

    Acho que é por isso que os encontros de RPG (EIRPG, RPGcon) tem que ser valorizados. É uma oportunidade das pessoas terem acesso ao jogo com narradores, sistemas e jogadores diferentes, quebrando esse “grupo fechado”.

  7. Milunna permalink
    05/03/2011 23:54

    Então…
    Muito legal seu post Mariana! Parabéns!
    Farei um breve comentário sobre suas idéias postas aqui.

    Realmente, vejo que são poucas as garotas que jogam rpg (falando de modo amplo, rpg de mesa quanto rpg de jogo gráfico).
    Vale lembrar que existe uma diferença entre esses dois tipos de RPG e no final, todos tem quests, level, interpretações, batalhas e etc.

    Com o tempo, percebemos essas diferenças e as vezes, existe um certo, digamos que pré-conceito dos homens que jogam o rpg tradicional, em relação às mulheres que jogam.. Jogam rpg’s gráficos. Poucos reconhecem o potencial de uma garota que joga.

    Não estou tirando o mérito do rpg tradiocional, afinal, foi dele que partiu os jogos gráficos de rpg, tipo tibia, cabal, ragnarok e etc (acredito).

    Algumas mulheres, como eu, iniciou sua vida no RPG, através dos jogos gráficos que citei acima, e por falta de oportunidade, ainda não jogaram uma partida de rpg tradicional, mas com certeza, aquelas que possivelmente são nerds, ja pesquisaram sobre e estão na expectativa de um dia jogar.

    Vale salientar tbm, que ser Nerd, não é apenas gostar de rpg ou de livros.
    Existem muitos tipos de Nerds, de clássicos ao mais obscuros, e que ser Nerd, é gostar muito de uma coisa, fazendo disso, uma obsessão, mas, uma obsessão gostosa.
    Sendo que nem toda a pessoa que tem uma obsessão pode ser caracterizada como Nerd.

    Por exemplo, não podemos dizer que um mecânico de carros seja um nerd, embora conheça tudo sobre motores de carros.
    O nerd faz do hobby, sua obsessão na maioria das vezes, e muitos graças a Deus, conseguem conciliar o hobby com seu trabalho, ou fazem desse hobby um trabalho.
    Como exemplo, o rapaz do face book.

    Algumas mulheres, não sabem que são nerds, isso pude comprovar quanto comecei a ter mais amigos nerds que pessoas comuns.

    Garotas nerds, gostam de livros, gostam desenhos animados, publicam artigos, levam a sério os estudos, aliais, levam a sério até relacionamentos da internet (suspeita a falar disso *-*) praticamente possuiem uma vida social fraca, mas em compensação, uma vida “cibernética” um pouco mais social.
    Afinal, vc ja viu uma garota comum passar um feriado nacional, como o carnaval em frente ao computador? Ao invés de ir pra blocos, carnaval, festas, bebidas?
    Meio difícil disso acontecer né (com uma garota comum)?

    Falando só mais um pouco sobre isso, Nerd é rótulo relativo, entretanto, quem é nerd, conhece outro nerd, embora eles possam não ser obsessivos a uma mesma coisa, reconhecemos um, quando os encontramos.

    Enfim, estou fugindo do foco.
    Voltando ao assunto…

    Falando sobre os pontos que vc falou das garotas não jogarem, a timidez realmente é um ponto forte. As vezes, fico com vergonha de passar entre muitos garotos, imagina jogar rpg com praticamente só garotos que geralmente são fomes de rpg. =D

    Bem, ja falei muito ^^
    Abs.

  8. Milunna permalink
    08/03/2011 18:30

    Acrescentando uma infomação:
    Naturalmente não posso generalizar os gostos dos nerds.

    No caso, os nerds tem obsessão por uma coisa.
    Como Lia Portocarrero Amancio fala:
    ” …é o rapaz (ou moça) que nutre alguma obsessão por algum assunto a ponto de a) pesquisar, colecionar coisas, fazer música, escrever sobre (normalmente acompanhado de pesquisa), não sossegar enquanto não descobrir como funciona, não dormir enquanto o programa não rodar.”
    Mas é claro que vai muito além disso. =D

    Acrescentando um ponto de vista..
    Sem sombra de dúvidas, concordo 100%, quando fala que dificilmente uma garota não nerd, aceitaria um convite para jogar.

    Na verdade, o ponto principal que gira todo esse debate, é justamente ser ou não ser nerd.
    Então, caminhando nesse raciocínio, será que uma nerd levaria a sério uma pressão externa (a não jogar rpg)?

    Sinceramente, não acho que elalevaria em consideração uma grande pressão, garotas nerds sabem o que querem e se a maioria das pessoas ao seu redor, não gostarem tanto de seus gostos, duvido que ela deixaria de fazer, pensando nisso.

    Resumindo de forma geral.

    Muitas garotas não jogam rpg tradicional:

    – por não serem nerds

    – por falta de oportunidade
    (quando elas sabem o que é rpg)

    – por falta de informações
    (poucas garotas tem acesso a informações sobre rpg, pq na verdade não existem tantos jogares.. o grupo relativamente é pequeno e por causa disso, poucas sabem o que é rpg)

    -Timidez

    Bem, espero ter colaborado com alguma coisa e desculpem qualquer tipo de erro, postei com um pouco de pressa.. Não deu pra revisar. Abraços.

    o/

  9. Mariana "Aywanne" Boujadi permalink
    09/03/2011 19:03

    Legal seus comentários, desculpe a demora para responder.
    Então, acho bastante válido seu ponto de vista a respeito de que “garotas nerds não aceitariam a pressão externa”, mas não necessariamente concordo com ele.
    ^^
    Garotas nerds não tem só amigos nerds, é mto raro isso, acredito eu.

    Conheço até várias garotas nerds “otakus” q não aceitaram meus convites, por exemplo.

    Ainda acho que a timidez é um dos principais fatores.
    Como disse a Gleicy alí em cima, o fato de em geral, não sempre, mas a maioria das vezes, a mesa ser composta por pessoas mais experientes, e juntando isso ao meu argumento de que essas pessoas experientes são praticamente só meninos, acho q é o carro chefe da questão.
    Pq mesmo se a garota se interessar bastante, pode ainda sim se sentir inibida.

    Gostei mto dos seus comentários.
    Bem-vinda ao “Aventurando-se”, está convidada a voltar sempre, e qdo vier para São Paulo, para jogar com a gente.

    =)

  10. Milunna permalink
    12/03/2011 01:42

    Ah sim ^^
    Obrigada!

    Na verdade, minha intenção não foi generalizar.
    Mas acredito que, seja mais dfcl uma nerd se influenciar tanto, a ponto de deixar de jogar apenas por pressão externa, do que uma garota normal, que muitas na verdade, nem sabem o que um rpg.

    Se tratando de amizade, é a mesma coisa, não foi intenção generalizar.
    Na verdade, quando escrevo com pressa, não consigo me expressar direito.

    Bem, sou Otaku.
    Conheço outras otakus, e realmente, umas não tem muito interesse não.

    É verdade o ponto de vista da Gleicy, sem dúvida é verdadeiro.
    =)

  11. Milunna permalink
    12/03/2011 13:57

    Mas a questão não é ser verdadeiro ou falso,certo?
    São pontos de vista.

    Ah estou amando o aventurando-se!
    Sempre passo por aqui, para ver as novidades e etc.
    Fico feliz que tenha gostado dos meus posts ^^
    Da prox. vez, dedicarei mais tempo, para postar bem legal. Tá?
    Quando eu for em SP, vou querer mesmo, tá?
    Mas aviso, nunca joguei D&D (embora, tenha uns livros pdf [versão anterior] e construindo uma ficha da minha perso)

    Ah, vcs poderiam falar sobre as fichas aqui.
    Como geralmente são as fichas das jogadoras, com que personagens mais jogam..
    Talvez seja dfcl dizer isso né, afinal teria que haver uma pesquisa.
    Bem, estou sempre por aqui, aprendendo com vcs do aventurando-se.

    o/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: